Bach de rua

27 Out

David McGee, o homem que se levanta todos os sábados, às 5 da manhã, para trazer de bicicleta o seu violoncelo e com ele encher o mercado de Minneapolis oferece, praticamente sob a forma de um poema, uma história inspiradora do compromisso de mais de 10 anos para com os outros e para com aquilo que mais gosta de fazer.

Não consigo deixar de associar esta peça de Bach à ponte do Rialto, num fim de tarde, em Veneza. Deu-se o caso de a ouvir ontem ser interpretada por uma rapariga muito jovem que parecia vinda de outro século. Tocava de tal forma compenetrada que lhe era praticamente indiferente se as pessoas deixavam ou não cair uma moeda, ou tão pouco se detinham, na rua, a ouvi-la.

Todos, de uma forma ou de outra, somos tocados pela música e é diferente, extraordinariamente diferente, a memória que temos de um sítio e da sua atmosfera se alguém tem a generosidade de lhe somar a música.


Prelúdio da Premiere Suite 1007 para Violoncelo

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: