Khoda

11 Jul

Obrigado a Reza Dolatabadi. Cada frame é de facto uma pintura.

Cavar o buraco com as mãos e escapar. Pisar a erva largando a tinta do corpo ao contacto. Correr o labirinto como um doido para acabar preso na contemplação da própria imagem.

Anúncios

Uma resposta to “Khoda”

  1. Ondina Ranhola 10/08/2009 às 11:46 #

    Sensacional. Por isso muitas vezes se chega à conclusão de que “se correu” para nada.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: